leadlondon


 

Originalmente, iniciado por um caso violento de polícia, os protestos de Londres logo se tornaram, uma generalizada expressão de descontentamento proveniente do jovem proletariado atual. O abarrotamento dos desprivilegiados nos bairros, é similar aos guetos somado a opressão policial, e tem sido sempre uma combinação explosiva. Os protestos em Los Angeles de 1992 e os protestos na França em 2010, surgiram em circunstâncias similares. É óbvio, contudo,  que muitos dos desordeiros não tenham absolutamente, nenhuma agenda política, com exceção de saquear algumas garrafas de bebidas alcoólicas, na verdade, os tumultos, são o resultado acumulado dos anos de segregação dos pobres e da minorias, em conjunção com o tipo de opressão policial, não encontrada em áreas suburbanas ricas.


Porém, a mídia parece focada em retratar os manifestantes, como um bando de vândalos bêbados que não tem mais nada a fazer, fica claro, aos moradores da região que o aumento das tensões com a polícia, acarretaria este tipo de explosão.  Abaixo um vídeo sobre o que aconteceu em Londres e uma entrevista, que descreve " o outro lado da história" (Eu não acho que a BBC, estava esperando este tipo de resposta.)

 

 

 

Ordem Acima do Caos

ordo-ab-chao-300x275


 

Isto posto, os tumultos de Londres podem ser exatamente, o que a classe dominante, precisava para promover algumas agendas. O lema da elite é, Ordo Ab Chao, significando Ordem Acima do Caos. De tempo em tempos, situações caóticas tem sido "permitidas"- se não totalmente arquitetadas - pela elite para criar medo e pânico na população geral. As massas distraídas então, imploram a elite uma intervenção e uma rápida solução.  O resultado dessas intervenções é quase certamente a mesma: a introdução de leis e regulamentos desfavorecendo o cidadão comum, em contrapartida, dando mais (anti - democráticos) poderes a elite.


As novas políticas serão normalmente aceitas pela população em geral, porém, devido ao pânico generalizado pela crise, elas não serão apenas aceitas, mas também, bem vindas de braços abertos. A Grande Depressão de 1929, permitiu aos Rockefellers e aos Morgans que tomassem controle do sistema bancário; 11 de Setembro abriu caminho para o Ato PATRIOTA; a saída da "Crise" cedeu $ 700 bilhões de dólares do dinheiro dos contribuintes para algumas empresas que foram favorecidas... O mesmo padrão se repete continuamente. Criar uma crise, permite ganhar tempo suficiente para deixar a população preocupada e introduzir a solução que era, de fato, parte da agenda o tempo todo. E a população cai nessa, toda vez.

 

Fazendo uso da mídia para as massas, é fácil criar e espalhar o pânico.  Simplesmente, interrompendo um programa de TV, com  "notícias urgentes", anunciando em vermelho e em negrito, na parte inferior da tela da Tv, uma legenda de informações urgentes  jornalísticas, é o suficiente para subir a pulsação cardíaca da nação inteira, e torna-los cientes da situação em minutos. Nos dias que se seguem, toda a mídia irrompe, de modo a lembrar a população desta situação em particular. A constante repetição, faz com que a situação se torne vista, como quase insuportável pela população que  ouve o assunto na TV e lê a respeito nos jornais e internet. Depois de um tempo, os cidadãos comuns irão querer apenas uma coisa: que o sentimento horrível e enjoativo criado pela situação vá embora, custe o que custar.  Após o problema ter se perpetuado o bastante, a mídia apresentará uma ou várias soluções.  Não compreendendo tudo o que envolve a solução proposta mas, cansadas e irritadas, a maioria das pessoas pensarão: "Bem, se é isso o que se precisa para que eles parem de falar a respeito e sigam para outra coisa, então, eu sou a favor!"

 

Será que a elite tem permitido que os protestos em Londres, durem o suficiente, para se criar um sentimento de pânico? Já há fontes declarando que, a Polícia fora ordenada para ficar à postos assim que os protestos se iniciassem (de acordo com um artigo do Daily Mail intitulado Por quê a Polícia foi tão mole com os vândalos londrinos: Eles foram ordenados a ficar de plantão e observar enquanto, a capital pegava fogo ( Mas, em Manchester, eles perseguiram os criminosos por horas).  Além disso, já temos observado na mídia, a emergência para uma agenda especifica e uma chamada adoção de políticas especificas que, como previsto, irá contra os interesses do público em geral.

 

 

Os Protestos que utilizam a Tecnologia Blackberry - A Agenda Obscura

 

 

Após um único dia das manifestações, uma agenda óbvia emergiu na mídia e um culpado especifico foi selecionado pelas autoridades: a privacidade das mensagens de celular (smartphone). Do mesmo modo que a imagem de Bin Laden apareceu nas telas da Tv, apenas alguns minutos depois, do ataque de 11 de Setembro, o celular que tem um dispositivo para mensagens instantâneas foi mostrado, como sendo a principal causa dos distúrbios em Londres.  Diversas mídias rotularam os eventos de " Protestos de Blackberry". A mídia sendo a mão direita do poder, guiou a atenção do público para uma agenda especifica.


De acordo com novas fontes, os distúrbios de Londres foram orquestrados principalmente, usando o serviço de mensagem instantânea da Blackberry (conhecido como BBM),  que é um (relativamente) serviço privado, pois as comunicações são criptografadas. Aqui está um artigo tipico que acusa a Blackberry, este artigo é da Reuters:

 

 

Os Protestos de Blackberry

 

 

Membros do Parlamento pedem por suspensão para acalmar os tumultos na Grã-Bretanha.


Um legislador pediu na Terça-feira, que o serviço de mensagens instantâneas da Blackberry seja suspenso, após os manifestantes terem usado o dispositivo para a mobilização em Londres e outras cidades britânicas.


David Lammy, Membro do Parlamento de Tottenham, estava em Londres, no sábado, no pior dos tumultos ocorridos em décadas, ele fez um apelo no Twitter e na rádio BBC, para que a Research in Motion, criadora da Blackberry,  suspendesse o dispositivo que permite as conversas instantâneas, Blackberry Mensenger (BBM).


"Este é um dos motivos pelo qual, criminosos sem conhecimento estão agindo com tamanha esperteza, ao contrário, da força policial investigativa", ele escreveu no Twitter. " A Blackberry é diferente pois, funciona com um sistema de criptografia e a polícia não pode acessá-lo."


Os motins, nos quais lojas foram saqueadas, carros e prédios incendiados, se espalharam pela segunda maior cidade da Grã-Bretanha, Birmingham e em outros centros urbanos.


Os políticos e a polícia culpam os criminosos e os hooligans pela violência, mas alguns especialistas e residentes locais dizem que, a raiz do problema está na raiva causada pelas dificuldades econômicas, em uma cidade na qual as perspectivas de muitos jovens são diminuídas.


Muitos dos desordeiros preferem o messenger da Blackberry ao Twitter ou outra mídia social, porque as mensagens são criptografadas e privadas, mas o serviço é largamente utilizado e as mensagens podem facilmente serem enviadas a grupos.


A Research in Motion, fabricante da Blackberry, disse num comunicado na segunda-feira: "Como em todo o mercado, em todo o mundo, onde a Blackberry está disponível, nós cooperamos com as telecomunicações locais, a Justiça e a Polícia".


A companhia não quis responder, se entregará o histórico das conversas ou informações de usuários para a polícia.


O blog da fabricante, dentro do sistema da Blackberry, foi hackeado na terça-feira, por um grupo chamado "Teampoison" ("Time Venenoso", na tradução livre). O grupo postou uma advertência para que a companhia não cooperasse com a polícia.


"Vocês não irão ajudar a Polícia Inglesa porque, se vocês fizerem, membros inocentes do público, que possam estar no local errado, na hora errada e que tenham o smartphone da Blackberry serão punidos por nós, sem qualquer motivação importante ", diz a declaração.


"Se vocês ajudarem a polícia dando a eles o histórico das conversas, localização por GPS, informações pessoais dos usuários e acesso as pessoas através do messenger da BlackBerry, vocês se arrependerão, nós temos acesso ao banco de dados da empresa, o que inclui informação dos empregados; por exemplo, endereços, nomes, números de telefones etc - Agora se vocês ajudarem a polícia, nós iremos tornar essa informação pública e repassá-la aos manifestantes,".

 


CLIENTELA JOVEM

 


Sameet Kanade, é analista de sistema da Northen Securities em Toronto, disse: "A empresa Research in Motion, precisará de direcionamento das autoridades inglesas e cooperação para o suporte técnico.  A intercessão da lei, é a única razão que há para validade legal entre o suporte e a fabricante, para que ocorra a intervenção."


"Em termos de mecanismo atual, a Research in Motion , comumente, tem se declarado incapaz de descriptografar e decifrar mensagens que se deram através dos servidos do tipo BES ou BIS. Poderia ser capaz de desabilitar o funcionamento das mensagens da melhor forma possível, pelo o que eu entendo."


Geoff Blaber, analista de sistema, da firma UK Telecom Research CCS Insight, disse: "Uma opção seria desligar. Mas a Blackberry é muito popular e tem uma grande base instalada no Reino Unido."


O messenger da Blackberry, ou BBM é tão popularmente conhecido, que tem sido vendido para uma nova clientela nos últimos anos, se expandindo de uma ferramenta para executivos e se tornando mais interessante para mais consumidores e para os jovens.


Há mais de 45 Milhões de usuários ativos, no mundo todo, 70% deles usam o dispositivo diariamente, enviando bilhões de mensagens no final de cada mês.


Usuários podem instantaneamente passar mensagens de textos, fotos e outros documentos, sem correr o risco de serem responsabilizados pela rede do suporte técnico.


A Research in Motion, estava sobre o muro, pois cooperou com governantes no passado, o que  pareceu ser tão repressivo, do outro lado porém, não cooperou o suficiente com as necessidades de segurança, que algumas autoridades de outros países necessitavam.


Seus serviços de criptografia, funcionam sob seus próprios servidores via suporte da telecom, e eles têm sido acusados de permitir, o ingresso de militantes dos ataques da Índia, homens e mulheres não cadastrados de se comunicarem com a Arábia Saudita e o Emirados Árabes.


Em Agosto do ano passado, uma fonte próxima da Research in Motion e das autoridades Sauditas disseram que a companhia canadense, havia concordado em ceder informação que iria permitir o monitoramento da Blackberry.


Um acordo foi também buscado na UAE, evitando a banição dos serviços da Blackberry, como um todo.


A companhia diz que coopera com autoridades no mundo todo, com um critério que é consistente.


A Research in Motion, tem se proposto a providenciar as autoridades que tenham permissão, o acesso aos dados de seus serviços e consumidores, tais como o BlackBerry messenger, mas diz que não há possibilidade alguma de permitir o monitoramento de seu sistema de e-mail.


No caso da Índia, a Research in Motion deu as autoridades acesso ao serviços de mensagens da BlackBerry, mas disse que não possuía a capacidade técnica para providenciar a interceptação dos e-mails dos populares pelo sistema.


A Índia fez o pedido para ter acesso a todos os serviços da BlackBerry, como parte da luta contra os militantes e as ameaças de segurança na internet e das comunicações telefônicas.


Em Londres, o vice- comissário assistente, Stephen Kavanagh da Polícia Metropolitana disse na terça. ”Que a polícia monitora extensivamente, as mensagens instantâneas da BlackBerry e na verdade, muitas pessoas que vêem mensagens deste tipo, pela Blackberry, estão repassando-nas a polícia.”


A polícia não respondeu imediatamente, o questionamento para maiores detalhes de como eles monitoram o tráfego das mensagens.
- fonte.


 

Após alguns dias de repetição, a população fica convencida que: As manifestações não são o resultado de desigualdades ou da brutalidade policial, elas são o resultado do excesso de privacidade na comunicação de telefonia celular. Este câncer deve ser terminado. A polícia, ou quem quer que seja, que requisite isso, deve ser capaz de monitorar toda nossa comunicação, sempre, ou nossas cidades se destruirão. Esta é a mensagem que esta sendo martelada repetidas vezes ao público. Será que todos os manifestantes possuem o smartphone da BlackBerry? Eu acho que não, mas isso não importa. A agenda já foi instaurada.


Escolhida a dedo e encarando a má publicidade, a Research in Motion (a companhia que criou a Blackberry) foi pressionada a violar a privacidade de seus cadastrados e divulgar a informação pessoal deles. Normalmente, isso teria causado repúdio, mas agora, por conta das manifestações, a população em geral acredita que isso é necessário para acabar com os motins e prevenir outros de surgirem.


A mídia se focou na Research in Motion, e o resultado da pressão da delicada informação pessoal cedida às autoridades, a conseqüência de uma invasão por hackers no site oficial da Blackberry, em 9 de agosto, por um grupo que é contrário a entrega da informação.

 

Rim-hack_1967910c

 

 

Site oficial da Blackberry invadido por hackers . Esta é a mensagem que foi deixada pelos hackers para a empresa Research in Motion:


Prezada Research in Motion:


Vocês não irão auxiliar a Polícia da Grã-Bretanha, porque se assim o fizerem, membros inocentes do público que estejam no local errado, na hora errada e que estejam de posse do celular da Blackberry serão punidos sem motivo algum, a Polícia está buscando prender quantas pessoas sejam necessárias para diminuírem sua vergonha... Se vocês derem assistência a polícia fornecendo o histórico das conversas, localizações pelo GPS, informação pessoal dos usuários e acesso a pessoas pelo messenger do Blackberry, vocês irão se arrepender, temos acesso ao seu banco de dados o que inclui informação dos empregados, por exemplo, endereços, nomes, números de telefones, etc...- agora se vocês ajudarem a polícia, nós iremos tornar essa informação pública e repassa-la a outros manifestantes... Vocês realmente querem um bando de jovens na porta de entrada da casa de seus empregados? Pense a respeito... E não pense que a polícia irá proteger seus funcionários, a polícia não pode proteger a si mesma e não foi capaz de proteger outros também... Se fizerem a escolha errônea seu banco de dados, se tornarão público, livrem-se a si mesmos da vergonha e façam a escolha certa. Não sejam marionetes...


PS- Não condenamos pessoas inocentes que foram atacadas nas manifestações, nem condenamos os pequenos comerciantes que foram furtados, mas nós todos somos a favor dos manifestantes que se posicionaram contra a polícia e o governo... e antes que alguém diga que “ os chefes da Blackberry são inocentes”. Não eles não são! São eles que poderão auxiliar a polícia. - Trick- Teampoison - fonte.



Mesmo após as ameaças, a Research in Motion declarou, em 10 de Agosto que iria colaborar totalmente com a força policial. Isto significa que o histórico das conversações, localizações por GPS e informação pessoal dos usuários arquivadas no banco de dados da Research in Motion, podem ser usados pela polícia, para rastrear e processar os manifestantes suspeitos. Pegos de surpresa pelo pânico causado pelas manifestações, a maioria dos britânicos concordarão com essas medidas. Contudo, eles não percebem que um precedente perigoso está sendo criado e que o resultado é a redução da privacidade e liberdade de todos e um coletivo passo a frente numa polícia de estado. Estes tipos de políticas só podem ser introduzidos durante, períodos caóticos. Ao invés de causar revolta, a população na verdade, aplaude a cooperação da Research in Motion com o governo britânico. Porque, no final, que empresa gostaria de ficar ao lado de vândalos bêbados?

 

 

Aceitação da Polícia de Estado

 

 

A perpetuação das manifestações por diversos dias, serviu para mais uma importante agenda: a aceitação e até mesmo, as boas-vindas das medidas da polícia de estado. Cada adicional dia das manifestações leva o cidadão comum a ser mais favorável ao uso de medidas drásticas pelo governo. No período no qual, eu escrevia este artigo, elementos conservadores do governo já pediam o uso da lei marcial e o uso de atiradores para derrubarem os manifestantes de uma única vez. Aqui está uma pesquisa popular (produzida pela NewsCorp’s Sun Tv) que descreve perfeitamente como uma população pode se tornar favorável a opressão quando, o caos ocorre (não vamos nos esquecer, que claro, que é possível que o canal tenha mexido nos números para dar a ilusão de um consentimento geral na questão do uso da força).

 

100811riotpoll 

 

O gráfico da pesquisa acima pergunta: O que você pensa que a polícia deveria ou não fazer uso para lidar com as manifestações que se seguem?

 

 

JATOS DE ÁGUA:


90% dizem ser a favor do uso.

6% dizem ser contra.

4% não sabem.


GÁS LACRIMOGÊNEO


78% dizem ser a favor do uso.

17% dizem ser contra.

4% não sabem.


ARMA DE ELETROCHOQUE


72% dizem ser a favor do uso

21% dizem ser contra.

7% não sabem.


POLÍCIA MONTADA


84% dizem ser a favor do uso

11% dizem ser contra

4% não sabem


BALAS DE BORRACHA


65% dizem ser a favor do uso.

28% dizem ser contra

7% não sabem


ARMAS E MUNIÇÃO COMUM


33% dizem ser a favor do uso

59% dizem ser contra

7% não sabem


TOQUE DE RECOLHER


82% dizem ser a favor do uso

11% dizem ser contra

7% não sabem


EXÉRCITO


77% dizem ser a favor do uso.

17% dizem ser contra

6% não sabem

 

 

A pesquisa do The SUN mostrou que, 77% da população concordaria em ver o Exercito nas ruas de Londres (Lei Marcial). Note também que uma em cada três pessoas, não se importariam em ver os manifestantes sofrendo em meio ao tiroteio com armas de munição comum.

 

 

Conclusão

 

 

Se as manifestações em Londres, surgiram em conseqüência de problemas sociais profundos, envolvendo a exclusão de uma classe de não privilegiados e a brutalidade policial, o poderio busca a oportunidade para empurrar uma agenda especifica. Não se surpreenda se, num futuro próximo, novos agentes provocadores, estejam escondidos para incitar o aparecimento da violência nos noticiários. A violência justifica a repressão. Em outras palavras, a elite precisa da violência para tornar suas políticas aceitáveis. Após apenas alguns dias dos protestos (os quais foram permitidos), uma grande tecnologia na comunicação foi introduzida e aceita pela população: histórico de conversas, localização por GPS e outras informações privadas agora, podem ser monitoradas por autoridades no caso, de “atividades suspeitas”. Mais alguns dias e a população irá estar preparada para a aceitar a lei marcial e outras táticas normalmente, utilizadas em países opressivos do terceiro mundo.


Ser “a favor” ou “contra” os tumultos é , na ultima das circunstâncias, um debate irrelevante. A coisa mais importante é considerar a conseqüência e as mudanças que afetarão nossos países pelos anos ainda porvir. A quais interesses os protestos servirão, no final das contas? A classe pobre londrina está esperando por um pedaço maior do bolo? Ou a elite dominante deseja justificar mais controle?


 

Fonte: VigilantCitizen

 


 

Leia também: Mega Ritual – Video Music Awards 2008

Mega Ritual – Video Music Awards 2009

O Esoterismo em “Meet Me Halfway”

Entrando em Disturbia

Entretenimento – Controlando Pensamentos

Paramore - Brick by Boring Brick e o Controle da Mente

Postar um comentário

  1. Ficou muito, muito bom o video!
    Parabéns!

    Vanessa Silva.
    :D

    ResponderExcluir
  2. é aos poucos eles vão revelando o quanto estamos sendo enganados ..

    ResponderExcluir
  3. Terça feira saiu o clipe da Lady Gaga que se chama Yoü and I. Vcs podem analisar pro favor? Não entendi as simbologias, de primeira achei qe n havia nenhuma; Obg.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.