leadkony

O viral Kony 2012 trouxe a consciência mundial para o criminoso africano de guerra, Joseph Kony. Sob esta causa louvável, encontra-se no entanto uma agenda elaborada que é apresentada no vídeo de uma forma muito manipuladora. Vamos olhar para a agenda por trás de Kony 2012 e como ele usa a psicologia reversa, não só para justificar uma operação militar na África, mas para realmente ter pessoas para exigirem.

Kony 2012 é uma sensação viral que varreu o mundo inteiro em menos de 24 horas. Seu tema principal é o líder rebelde africano Joseph Kony, seus crimes de guerra e o claramente definido "movimento" para detê-lo. Inúmeras celebridades apoiaram o movimento, fontes de notícias relataram que e mídia social está zumbindo com ele. Embora o problema da guerrilha e soldados tem assolado a África durante décadas, e tenha vários documentários já produzidos sobre a questão, este vídeo de 29 minutos foi feito especialmente para conseguiu obter a exposição em massa e o apoio.

Kony 2012 é um pequeno documentário infocomercial altamente eficiente que é feito sob medida para a geração Facebook, usando as técnicas de arte e marketing para tornar objetivo. Jovens como "movimentos clandestinos" que querem sentir como eles estão mudando o mundo. Kony 2012 cutuca essas necessidades para trazer algo que não é "hip" ou "underground" em tudo: uma operação militar na Uganda. Não só isso, ela exorta os participantes do movimento a ter material da ordem, de usar pulseiras que estão associadas com um perfil online para registrar suas ações na mídia social. Isso faz com que Kony 2012, o primeiro movimento artificialmente criado totalmente capaz de controlar, monitorar e quantificar por quem a gerou. Em outras palavras, o que parece ser um movimento "do povo" é realmente um novo caminho para a elite avançar sua agenda.

O Experimento Propaganda

O vídeo começa com uma declaração interessante: "Os próximos 27 minutos são uma experiência. Mas para que isso funcione, você tem que prestar atenção". É um experimento que testa uma forma nova e inovadora para ter uma agenda aceita pela geração Facebook. No passado, quando o governo precisava se justificar a invasão de um país, o presidente se sentava na frente da câmera e dizia ao público por que a guerra deve ser declarada nesta área do mundo. No caso de Kony, a agenda militar está disfarçada como base no ativismo, onde o exército dos EUA entrar na Uganda seria percebida como uma "vitória do povo", efetivamente revertendo o modelo de comunicação.

kony1-e1331578338887No final do vídeo, uma imagem é exibida explicando como as decisões (e mensagens) iniciais a partir do topo da pirâmide (a elite) são comunicadas para as massas através da mídia e etc..

Devido ao advento das mídias sociais, o diagrama acima tornou-se muito menos eficaz para obter uma mensagem para a geração mais jovem. Não há relatórios da CNN e do Presidente endereçados a nação mais, trata-se de "gostar" de páginas no Facebook e vídeos virais do YouTube. Este é o lugar onde agora se deparam com as mensagens. Sempre estudando, analisando e explorando as maneiras mais eficazes para persuadir a opinião pública, Kony 2012 parece ser uma tentativa de testar a eficácia de uma campanha de propaganda "viral". Com a criação deste "movimento", torna os jovens realmente o que o governo dos Estados Unidos da América EXIJE intervir na África, os cérebros por trás desta campanha iriam gerir o impossível: reverter o modelo de propaganda, a fim de torná-lo o emanar do povo. Ao fazer isso, a agenda da elite não é apenas aceita pelas massas, ela é percebida como uma vitória por eles.

kony2"Estamos vivendo em um mundo novo" de fato. O logotipo 2012 Kony apropriadamente representa como um vídeo viral e mídias sociais revertendo o modelo de propaganda. Não se deixe enganar no entanto. Poder não é ainda nas mãos da base da pirâmide ... longe disso. É tudo sobre aparências

Quando a guerra no Iraque foi declarada, uma grande parte dos jovens americanos se opuseram à guerra. Como é que eles já estão pedindo o governo a enviar tropas para África? Um vídeo simples, especificamente concebido para a geração Facebook fez o truque. Como é o caso na maioria das campanhas para justificar uma guerra, o primeiro objetivo foi identificar um cara mau.

Identificando o Cara Mau

kony3Ao associar Kony com Bin Laden e Hitler neste cartaz, Kony 2012 é sobre promover a guerra

Eu não tenho absolutamente nenhuma intenção de defender Joseph Kony ou dizer "ele não é tão ruim assim". Ele, juntamente com muitas outras facções da guerrilha em toda a África, cometeu atrocidades desprezíveis. No entanto, o problema das crianças soldados já existe há décadas e há literalmente centenas de Joseph Konys em todo o continente Africano. Em alguns casos, alguns dos exércitos são efetivamente financiados por países ocidentais. Se quisermos realmente ir para a raiz do problema, a gente descobrirá que a África tem sido atormentado com o problema das facções em guerra e guerrilheiros rebeldes desde que as forças ocidentais "libertaram-os" de suas colônias e dividiu o continente africano de acordo com os interesses ocidentais. Na verdade, em vez de definir os limites de cada país de acordo com a localização geográfica dos grupos étnicos e tribos que vivem lá, os países foram criados de acordo com as necessidades econômicas das forças colonizadoras, como a Grã-Bretanha, França e outros. O resultado líquido é: Um grupo de países artificiais que cada uma contém várias tribos, etnias, línguas e religiões. Quando um grupo toma o poder, os outros são reprimidos, o que leva à violência e rebeldia. Adicione à pobreza extrema devido ao mix de recursos que estão sendo sifonadas para fora da África pelos países ocidentais e você tem um terreno fértil para os senhores da guerra impiedosa. Enquanto este problema existir, “Joseph Konys” continuarão a surgir em África.

Mas o vídeo menciona nenhum destes. Tudo o que diz é que prender Kony iria "tornar o mundo melhor". Kony 2012 é tudo sobre como identificar um cara mau, "tornando-o famoso", quando as pessoas exigem sua morte por forças norte-americanas. Corrigindo, a verdadeira causa dos problemas do terceiro mundo nunca foi sobre a Agenda. Mas escolher um "cara mau" para justificar a ação militar sempre foi parte disso. Se no caso de Saddam Hussein, "fatos" (que acabaram por ser falsos) foram dados para justificar a invasão do Iraque. Uma técnica diferente está sendo usada com Kony, que se origina da publicidade.

Qualquer especialista de marketing lhe dirá: "Os fatos não vendem, mas as emoções". A primeira parte de Kony 2012 aborda apenas emoções. Trata-se de fazer-se um simpático cineasta, mostrando angustiantes imagens de crianças africanas na dor, na miséria e no desespero. Então, o ponto de viragem: Joseph Kony é a causa de tudo isso. E não aos séculos de exploração e devastação pelas forças ocidentais na África que levam à anarquia, caos e da pobreza. Não, é Kony. Aquele desgraçado. George Clooney realmente está bravo com ele agora. Ele até postou sobre isso.

Outra estratégia de marketing é apelar para o menor denominador comum. Em outras palavras, para passar uma mensagem, é preciso tratar o público como se fosse feito de crianças. Kony 2012 faz exatamente isso, ridiculamente simplificando o problema para uma criança de verdade - que representa os telespectadores. Isto não é surpreendente, porém, é como as massas são percebidas pelas pessoas dos mais altos cargos (Elite).

kony4Aqui está o que implica esta cena: "Olha, idiota, até mesmo esta pequena criança entende. Então é melhor ter isso."

Uma vez que os telespectadores tiveram suas emoções agitadas, foram infantilizados e tiveram o problema enunciado a eles como se estivessem no jardim de infância, a mesa está posta para o verdadeiro objetivo do vídeo: Definição da agenda.

Definição da Agenda

Kony 2012 é um movimento apoiado por algumas das entidades mais poderosas do mundo e tem objetivos precisos. Como o filme de introdução de estado, é uma experiência. É uma oportunidade para criar um movimento que pode ser totalmente rastreável, quantificável ​​e gerenciável ​​através de mídias sociais cujo ponto culminante é uma intervenção militar dos EUA na Uganda. A realização desta missão não é só para ser percebida como uma vitória, que irá restaurar a fé dos jovens na “democracia”. O que os membros deste movimento podem não perceber é que eles estão ajudando o avanço da agenda da elite para uma Nova Ordem Mundial.

kony5Este cartaz apropriadamente resume como os Illuminati funcionam. Os partidos políticos são irrelevantes, onde ambos trabalham para a mesma agenda

A segunda parte do filme vamos de emoções e descrições para os telespectadores de o que a elite espera deles. Tropas norte-americanas já estão na Uganda, mas, de acordo com o filme, Kony "mudou suas táticas" ... Droga Kony, você e suas táticas furtivas. Aparentemente, os satélites de alta tecnologia, aviões teleguiados não-tripulados e todos os tipos de radares não são o suficiente para pegar esse cara. Não, a fim de pegá-lo, um plano complicado, que envolve a compra de um "Kit Ação" e registro de bracelete de uma identificação em um site é necessário. Faz sentido.

kony61Aqueles que querem que o "Pare Kony" são obrigados a usar uma pulseira contendo o código único que deve ser registrado em um website. Claro que, a informação pessoal é solicitada

Uma vez que a pulseira está registrada, os membros podem associá-lo com a sua conta do Facebook, que irá acompanhar todas as ações relacionadas com Kony. O resultado final é: cada membro da Kony 2012 serão conhecidos, identificados e facilmente controlados - com informações constantemente atualizadas. Todos esses dados serão, obviamente, coletados, analisados e armazenados pelos responsáveis.

Além disso, os membros são convidados a contribuir com "poucos dólares por mês" para TRI, uma organização cujo objetivo principal é a intervenção militar americana em Uganda.

kony7Logotipo da TRI é um invertido sinal de "Paz". No simbolismo, um sinal invertido significa que ele representa o oposto do sinal regular. Em outras palavras, TRI é sobre a guerra. Paz não envolve "equipar" e "treinamento" das forças do governo para combater facções rebeldes. À medida dos novos estados, como em 1984, onde Guerra é Paz, liberdade é escravidão e ignorância é força

Para apoiar a causa e torná-la popular, um grupo de elite de artistas e políticos patrocinadores foram alistados, incluindo Lady Gaga, Jay-Z, Rihanna, Oprah, George Clooney, Bono, etc, e não se deixe enganar, não há porque eles daren a mínima para as crianças-soldados na África. Eles são peões da elite e usados para promover sua agenda. Basicamente, eles estão lá para promover o que a Nova Ordem Mundial quer.

kony8Estou vendo o belicista George W. Bush aqui? O cara que mentiu para todo o país, a fim de atacar o Iraque por seu petróleo e outras coisas? Hmm. Estranho

Depois de ir além das celebridades e das emoções, o resultado final desta campanha é simples e realmente politica: Desde a queda da URSS, a superpotência rival, as forças ocidentais têm procurado trazer para baixo e controlar os poderes regionais em todo o mundo, principalmente em países de terceiro mundo. Uganda é parte desse plano. Da mesma forma que o fantasma de Bin Laden foi usado para invadir o Afeganistão, Kony está sendo usado para entrar Uganda.

O vídeo mostra claramente qual é o objetivo deste "movimento": as tropas dos EUA tomarem o comando do exército de Uganda, da mesma forma que se assumiu o comando dos exércitos do Iraque, Líbia e outros países nos últimos anos.

Conclusão

Kony 2012 é uma campanha orquestrada habilmente e especificamente destinada aos jovens de hoje, os futuros cidadãos do mundo. Usando técnicas de arte e novas tecnologias, a campanha é uma primeira tentativa da "propaganda reversa", onde a agenda PARECE emanar do povo. Ao usar as emoções, pensamentos irracionais e explicações superficiais, Kony 2012 é uma tentativa de enganar pessoas bem-intencionadas, que desejam fazer uma mudança positiva no mundo, ao invés alimentar uma gigantesca máquina de guerra que é controlada pela elite do mundo.

Kony 2012 é de tentar erradicar as crianças-soldado ou está tentando criar um novo tipo de crianças-soldado?

kony10-e1331592955251“Nós iremos lutar nessa guerra”

...Ok.

Fonte: VigilantCitizen

Veja também: O Plano das Seis Etapas Para a Mudança do Comportamento

As 25 Regras da Desinformação – Você é um Desinformador?

A Ordem dos Illuminati – Suas Origens, Seus Métodos e Sua Influência no Mundo Atual

A Mídia Illuminati - Parte 16 - (1/2)

Descontradizendo Contradições

A Programação Televisiva e a Propagação do Adultério e das Perversões Sexuais

A Evolução da Nova Ordem Mundial

Postar um comentário

  1. Seria uma espécie de "chamada" para a terceira guerra mundial?!

    ResponderExcluir
  2. Lívia Peres: Por ai, essas Agendas servem como um condicionamento em massa.

    ResponderExcluir
  3. Ja chegou a ver a serie de videos no youtube, um movimento um pouco perturbador? http://www.youtube.com/watch?v=GTkGJsE0Pt&feature=youtube_gdata_player

    Algo como Banksters crimes - ripple effect

    ResponderExcluir
  4. Tem uma subliminar no 1:41 do vídeo.

    ResponderExcluir
  5. "Eu não tenho absolutamente nenhuma intenção de defender Joseph Kony ou dizer "ele não é tão ruim assim". Ele, juntamente com muitas outras facções da guerrilha em toda a África, cometeu atrocidades desprezíveis. No entanto, o problema das crianças soldados já existe há décadas e há literalmente centenas de Joseph Konys em todo o continente Africano. Em alguns casos, alguns dos exércitos são efetivamente financiados por países ocidentais. Se quisermos realmente ir para a raiz do problema, a gente descobrirá que a África tem sido atormentado com o problema das facções em guerra e guerrilheiros rebeldes desde que as forças ocidentais "libertaram-os" de suas colônias e dividiu o continente africano de acordo com os interesses ocidentais. Na verdade, em vez de definir os limites de cada país de acordo com a localização geográfica dos grupos étnicos e tribos que vivem lá, os países foram criados de acordo com as necessidades econômicas das forças colonizadoras, como a Grã-Bretanha, França e outros. O resultado líquido é: Um grupo de países artificiais que cada uma contém várias tribos, etnias, línguas e religiões. Quando um grupo toma o poder, os outros são reprimidos, o que leva à violência e rebeldia. Adicione à pobreza extrema devido ao mix de recursos que estão sendo sifonadas para fora da África pelos países ocidentais e você tem um terreno fértil para os senhores da guerra impiedosa. Enquanto este problema existir, “Joseph Konys” continuarão a surgir em África."

    DISSERAM TUDO SÓ COM ESSE TRECHO! Bati palmas!

    ResponderExcluir
  6. Logo que vi o comercial sendo divulgado por um jornal na televisão, percebi que não se tratava de um movimento militante popular e sim, de um movimento criado para um objetivo.
    Não se trata das crianças e do povo ungandense. Nunca houve uma preocupação com os afegãos ou os iraquianos, na realidade.
    Sempre se tratou de utilizar o sofrimento dos povos, para que a população mundial aceitasse a guerra. Sempre se tratou de criar um bode espiatório. Não que Osama, Sadam e Kony não sejam ruins. A questão é que se usa a maldade deles para perpetuar um propaganda, na qual a maldade tem que ser impedida custe o que custar, nem que para isso pessoas inocentes devam morrer numa guerra.
    A Africa é um continente devastado, ninguém se interessou por Ruanda quando milhares de pessoas foram mortas, nem a ONU quis intervir. Talvez, Unganda seja um ponto importante para os americanos. Primeiro, porque estrategicamente, talvez os ungandeses sejam mais facéis de dominar e aceitar a intervenção de um país invasor. Segundo, não foi na Unganda que acharam petróleo?
    Essa propaganda surtirá efeito na maioria da população, isso porque as pessoas não são críticas e não analisam toda a questão, mas como crianças aceitam o que é proposto de forma inocente.
    Uma Guerra contra o Terrorismo ( Afeganistão), Uma Guerra para evitar o Mal -Armamentos nucleares (Iraque) e uma Guerra para defender as crianças soldados( Unganda).

    Esta é uma carta do Jogo NWO:
    "Kill For Peace" - "Matar Pela Paz".

    http://antinovaordemmundial.com/cartas_nwo/nwo-cards-kill-for-peace.png

    ResponderExcluir
  7. Parabéns à equipe pelas abordagens atualizadíssimas sobre o tema. Temos que passar isso adiante, nos fazer valer também da globalização pra alertar a todas as pessoas que fazem parte deste desenvolvimento economico/bélico norte americano sem ao menos saber. Tem uma musica do Bob Marley que diz: "Voce pode enganar algumas pessoas por algum tempo mas não consegue enganar a todos o tempo todo...", se ele era um profeta ou não eu não sei, nem ao menos sigo alguma religião fielmente, mas que um dia vai haver uma revolta global a essa corja (sejam eles ligados ao diabo ou não), ah isso vai...

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde grupo MI,

    Minha namorada e eu estamos há alguns meses pesquisando sobre esses assuntos perturbadores e a cada dia que passa fica mais clara a verdade.
    Temos muito a gradecer, pois nosso filho de seis anos, cujo comportamento até então era somente ligado a filmes, jogos e programas de tv, está recebendo nesses últimos meses uma criação cristã e tendo os olhos abertos desde cedo. Mas isso só foi possível porque vocês abriram os nossos.
    As coisas que vemos hoje chocam, mas temos a certeza que Deus está conosco.
    Vimos ontem a notícia de que o presidente Obama aprovou a implantação de chips nos americanos com a desculpa de utilizá-los para ter uma ficha completa sobre a saúde, caso essa pessoa chegue desmaiada na emergência.
    O que percebemos é que seremos marcados feito gado e privados da nossa liberdade, pois aos poucos o que era para facilitar o atendimento em hospitais, vai ser necessário até mesmo para comprar pão.
    Não vejo fundamento nisso, já que Deus nos criou com as digitais que nos diferenciam todos os seres humanos.
    Ao invés de pegar todos os seres humanos para implantar um chip não seria mais fácil e econômico fazer o cadastro através das digitais? Ou até mesmo pela retina para as pessoas que possam ter os membros amputados por um motivo qualquer?
    Essa desculpa deles não vai colar. Acredito que se isso for verdade, a maioria das pessoas vai se questionar se isso é realmente necessário.
    Só queria expor minha opinião acerca dessa noticia que nos incomodou bastante.
    Tem muita notícia sobre esse assunto, não sabemos até que ponto é verídico, mas estamos de olhos abertos.

    Ah, e vimos uma música nova do Red Hot Chilli Peppers. Chama-se "Monarchy of Roses". Pela letra e pelo clipe nos pareceu que o Red Hot, assim como Eminem e outros artistas, se libertaram dos iluminatti. Gostaríamos de saber se vocês percebem a mesma coisa pela música ou se estamos enganados.

    Desde já, obrigado.

    Que Deus esteja conosco!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.